ACM inaugura mais uma Central de Práticas Restaurativas

Foi inaugurada, no dia 28 de setembro, a Central de Práticas Restaurativas na Comunidade da Restinga. Esta CPR COM faz parte do Projeto Justiça Juvenil Restaurativa na Comunidade que é uma proposta de descentralização e de atendimento de adolescentes que cometeram atos infracionais de pequeno potencial ofensivo ou de bagatela, antes de se levar o caso à justiça.

Estiveram presentes a procuradora-geral de justiça do Estado, Simone Mariano da Rocha; a representante da presidência da  ACM-RS, Bernadete Cunha; a juíza de direito da Vara Cível do Foro da Restinga, a representante da AJURIS, Maria Lúcia Buchain Rodrigues; o subprocurador-geral de Justiça do Ministério Público, Afonso Armando Konzen, o coordenador-geral de modernização da Administração da Justiça, Eduardo Machado Dias; o coordenador de Relações Institucionais da ACM-RS, José Ricardo Caporal; e o coordenador do Conselho da Vila Restinga Olímpica, Ênio Roberto Ferreira.

Também compareceram profissionais das instituições da comunidade, como: representantes das Escolas Estaduais e Municipais, Casa da Sopa, Brigada Militar, Guarda Municipal, Conselho Tutelar, SENAI, FASC, Associações Comunitárias, Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Segurança Urbana, AMURT, IAJ, IFRS e lideranças comunitárias.

Na ocasião, foi assinado o convênio entre o Ministério Público e a ACM-RS, que tem como objetivo dar início as atividades da Central de Práticas Restaurativas. Além disso, contamos com a apresentação do Grupo de Dança composto por crianças e adolescentes atendidos pela instituição, e coordenado pela educadora Kelsilene Artigas Chaves.

Gostou?

Compartilhe essa notícia com seus amigos.

Tweetar