Dia de Finados no Cemitério Ecumênico João XXIII



Quem chegava para prestar homenagens aos seus entes queridos já falecidos era recebido com som do Grupo de Cordas e com uma mensagem de carinho distribuída pela Estátua Viva. Entre as atrações, os visitantes puderam verificar sua pressão arterial, nível de glicose no sangue e realizar um teste de capacitação pulmonar, em parceria com o Lions Club.


Para tranquilidade dos pais, o Cemitério novamente disponibilizou o Espaço Kids, no qual puderam deixar suas crianças brincando em segurança, sob a orientação de monitores. Voluntários do Centro de Valorização da Vida (CVV) receberam e aconselharam as pessoas que buscaram o serviço.


Um Grupo de Cordas e Sopro, composto por quatro instrumentistas, deslocou-se pelos blocos do Cemitério na parte da manhã e à tarde, embalando com uma selecionada trilha erudita o momento de homenagens dos visitantes. No Espaço de Conscientização Ambiental, houve a distribuição gratuita de mudas e flores de artificiais confeccionadas pelo Grupo de Geração de Renda da ACM Cruzeiro do Sul.

Uma novidade deste ano foi a adesão do Cemitério João XXII à campanha do SINCEP (Sindicado dos Cemitérios e Crematórios do Brasil), na qual os visitantes podiam escrever em um painel, respondendo a seguinte pergunta “O que eu quero fazer antes de morrer”. Diversos cemitérios do país aderiram à campanha nos mesmos moldes, e o João XXIII mereceu destaque pelo engajamento do público: todos queriam deixar o seu desejo escrito, e logo o grande painel estava repleto de mensagens de esperança e busca de realizações pessoas e coletivas. Os participantes receberam balões, como uma forma de agradecimento.


Outro ponto alto da programação foram as Celebrações Ecumênica in Memoriam, que novamente reuniu centenas de pessoas em um momento de oração, reverência e grande emoção. As atividades ocorreram tanto no período da manhã quanto no da tarde, com o Altar Ecumênico do Cemitério.

Confira fotos do evento: