Morro em Movimento: Dia Internacional da Dança na ACM Morro Santana


A dança contribui para o aprimoramento de habilidades básicas e facilita a socialização, desenvolvendo as potencialidades humanas e sua relação com o mundo. O uso da dança como prática pedagógica favorece a criatividade e o processo de conhecimento, pois é elemento essencial para a educação do ser social. Nesse sentido, a educadora Cândida Oliveira, responsável pelas atividades de dança e expressão corporal na ACM Morro Santana, propôs uma divertida intervenção em comemoração ao Dia Internacional da Dança, celebrado em 29 de abril. Com objetivo de oportunizar a interação entre plateia e bailarinos, bem como vivências de novos estilos e ritmos, a iniciativa é um importante movimento de mobilização em torno desse assunto, que provoca uma profunda reflexão sobre a arte e o fazer artístico.


Instituído pelo Comitê Internacional da Dança da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) no ano de 1982, o Dia Internacional da Dança, é realizado no dia 29 de abril por ser a data de nascimento do mestre francês Jean-Georges Noverre, que se destaca na história por ter escrito um conjunto de cartas sobre o balé de sua época, com um olhar crítico e transformador sobre arte, criação e o corpo que dança.


Mais do que festejar a data, a atividade visa incentivar alunos, educadores e colaboradores a vivenciarem a dança em suas variadas nuances, reafirmando a sua importância no processo de desenvolvimento cognitivo, motor, social e afetivo; contemplando também aqueles que não participam das aulas e/ou oficinas ofertadas na Instituição, agregando diferentes saberes ao seu cotidiano e realidade habitual. A proposta contou com duas semanas de aulas de Arte Educação, direcionadas especialmente ao tema, dialogando sobre o histórico da dança na ACM e no mundo, valorizando a diversidade e realçando as suas especificidades. Nesse trabalho, os educandos da Unidade confeccionaram cartões com poemas e desenhos, que manifestam o que pensam e sentem sobre a dança e a maneira de como a enxergam e interpretam.


Participaram do evento os bailarinos Matheus Espinoza, Éden Machado, Carlos Henrique, Carmen Lucia Pretto, Paola Verdun, Natália Streb, Vanessa Frank e Cândida Oliveira, alunos do curso de licenciatura em dança da Universidade Luterana do Brasil (ULBRA), que contribuíram com diferentes estilos e técnicas de dança, por meio de uma linguagem contemporânea e inovadora.


Com
destaque para as apresentações “As Estátuas Dançantes” e o flash mob,
organizado pelos próprios alunos do grupo de representação da ACM Morro
Santana, o
dia foi marcado por muito movimento e interação. Obstáculos criados com barbantes, incentivavam a
participação dos educandos, algo que a dança educação sempre prioriza,
que todos, da sua forma, possam participar, pois mesmo sem perceberem,
os educandos movimentavam-se e interagiam com o espaço. Além
de solos e coreografias em grupo, as apresentações trabalharam com elementos da
polirritmia, movimentos sincopados e tempos musicais, expressando
o que vivemos e a nossa relação com o mundo, externando emoções e anseios, de
forma livre e mais real.


O trabalho “As Estátuas Dançantes” foi inspirado nas Estátuas Vivas, que é uma performance artística em locais públicos de artistas de rua, imitando uma estátua com movimentos estáticos, onde o público coloca uma moeda e a estátua movimenta-se. No dia da Dança, os alunos ganharam seus cartões e em um momento das performances, puderam interagir com os bailarinos estátuas. Cada vez que um educando colocava um cartão, um bailarino movimentava-se. Cada bailarino de uma técnica. Desde balé clássico à dança flamenca. Sendo possível a completa interação, plateia e bailarino.


Antes mesmo de procurar se comunicar com palavras, as pessoas já se
expressavam com movimentos corporais. Por isso, a dança é considerada a
mais antiga das artes, e talvez a mais completa também, pois quem dança
ao mesmo tempo cria um movimento e o expressa através do próprio corpo, tornando um processo de reflexão interior e exterior.


Confira o movimentos e a expressão deste importante dia:

alt