Cemitério Ecumênico João XXIII realiza Sarau da Saudade, com show de Ernesto Fagundes

Para celebrar o Dia da Saudade, o Cemitério Ecumênico João XXIII ofereceu gratuitamente diversas atrações culturais, transformando a data em um dia de homenagens, celebração e valorização da vida. O evento, que reuniu cerca de 200 pessoas na noite desta quinta-feira (30/1), contou com apresentações do músico tradicionalista Ernesto Fagundes e da pianista Mari Kerber – além das participações da atriz Kaya Rodrigues, que declamou poesias, do pintor Carlos R. Rosa, que realizou uma pintura ao vivo, e da flautista Ana Carolina Bueno.

A noite começou com discursos de boas-vindas da cerimonialista Daniela Segovia, do presidente do conselho do Grupo Funerário João XXIII Wilton Pinto de Araújo, da coordenadora do Cemitério João XXIII Flávia Gonçalves e do primeiro vice-presidente da ACM-RS, José Luiz Pereira da Costa. Em seguida, foi dado início às atrações culturais.

No Altar Ecumênico, centenas de pessoas se reuniram para prestigiar os shows de Mari Kerber, que tocou clássicos do jazz e da bossa nova, e Ernesto Fagundes, que trouxe ao João XXIII toda força e beleza da música tradicionalista do Rio Grande do Sul. Entre as apresentações musicais, Kaya Rodrigues emocionou a todos com declamações de versos e poesias. Enquanto isso, dentro da Sala de Cerimonial, o pintor Carlos R. Rosa capitaneava a exposição “Jardins Secretos” e concebia, ao vivo, uma obra de arte: uma reprodução do jardim do Cemitério, pintura que gentilmente foi doada para o João XXIII.

Durante a cerimônia, foi realizada uma homenagem especial com a projeção de imagens de pessoas que foram sepultadas no João XXIII, pois nós sabemos que enquanto houver amor e boas lembranças, a morte nunca será o fim.

Gostou?

Compartilhe essa notícia com seus amigos.

Tweetar